Presidente da Embratur confirma parcerias e vinda a Foz do Iguaçu

Comitiva com Marcelo Freixo | foto: Renato Vaz/Embratur

O presidente da Embratur (Agência Brasileira de Turismo), Marcelo Freixo garantiu apoio à divulgação de Foz do Iguaçu como destino turístico em nível nacional e internacional e informou que virá à cidade para a18ª edição do Festival das Cataratas, que acontece nos dias 31 de maio, 1 e 2 de junho.

“A gente está fazendo uma parceria permanente da equipe técnica da Embratur com Foz do Iguaçu no que diz respeito à qualidade de informação, produção de informação inteligente do turismo e também de turismo com  sustentabilidade. Sem dúvida alguma, Foz do Iguaçu é um case importante, e que serve de forma pedagógica a todo turismo brasileiro”, disse Freixo, ao final da reunião com comitiva de Foz do Iguaçu, na quarta-feira (12).

A comitiva a Brasília foi composta pelo prefeito Chico Brasileiro, o secretário estadual de Turismo, Marcio Nunes, o secretário municipal de Turismo e Projetos Estratégicos, André Alliana, e representantes da Itaipu Binacional e do trade turístico do município na Tríplice Fronteira.

As pautas encaminhadas incluíram a promoção e divulgação do destino em nível nacional e internacional, redução dos valores das tarifas aéreas, entre outras.

Sem apoio do governo passado

“Temos uma articulação com todos os atores do segmento. A nossa relação é de somar forças”, afirmou Chico Brasileiro. “A gente se sentia muito só na gestão passada. Hoje estamos aqui para dizer que precisamos da Embratur para promover os nossos destinos para o mundo, e mostrar o potencial das nossas atrações turísticas”, disse o prefeito.

A falta de apoio do governo anterior também foi denunciada por Márcio Nunes. “Nos últimos anos o Paraná acabou ausente das campanhas federais. Foz do Iguaçu é o segundo principal destino internacional do Brasil, a principal porta de entrada em nosso estado, e não faz sentido ficar de fora – ao contrário, é um grande chamariz do Brasil para turistas de todo o mundo”, disse Nunes . “Também propusemos parcerias para desenvolver ações em conjunto visando o mercado internacional e o aumento do fluxo de turistas estrangeiros”, prosseguiu Nunes, segundo publicações na Setu e na Agência Estadual de Notícias, do governo estadual.

Márcio Nunes, Chico Brasileiro e Daniela Carneiro (da dir. para esq.) | foto: Perfil de Márcio Nunes no Faceboo

“União de muitas forças, diz Alliana

O secretário André Alliana resumiu a força e a capacidade do turismo da cidade. “Foz do Iguaçu tem um diferencial que é a união de muitas forças que que têm uma condição excepcional de atuação. Nós temos um empresariado muito forte, temos o Visit Iguassu, o Fundo Iguaçu, Itaipu Binacional, o PTI (Fundação Parque Tecnológico Itaipu). A isso se soma a Prefeitura Municipal, se somou também o Governo do Estado”, disse. “Com isso tudo, nosso turismo consegue chegar ao Ministério do Turismo e na Embratur, apresentar e viabilizar projetos que iremos viabilizar com apoio e aval de todos”.

Segundo o secretário, entre as demandas apresentadas que tiveram boa acolhida na Embratur, uma diz respeito à inovação e ao bom relacionamento com o novo governo federal. 

“Uma proposta que nós levamos para tudo que é buscar tecnologias de inovação é para que, em parceria com com Itamaraty e outros setores do governo, possamos agilizar a concessão de visto (de entrada no Brasil) aos estrangeiros que o governo decidiu cobrar de uma série de países”. De acordo com Alliana, é possível simplificar e agilizar a emissão de visto. “Uma ideia é contar como Polo Tecnológico de Itaipu e criar formas com que os visitantes possam encaminhar e receber os seus vistos pelo celular e até criar um totem na região fronteira onde as pessoas consigam fazer o seu visto de forma ágil”, explicou.

“Essa é uma das ideias que a gente levou e a Embratur gostou e já vai passar a criar grupos de trabalho para dialogar com Itamarati”.

Foto: Divulgação da Set

Reuniões técnicas

Além da agenda com Marcelo Freixo e com a ministra doTurismo, Daniela Carneiro foram realizadas reuniões na Embratur com diretores e equipes técnicas tratando das demandas com maior detalhamento. “fazendo assim com que o processo operacional da discussão política que tivemos tivesse sequência e encaminhamentos, cada uma nos seus respectivos departamentos. A mesma coisa no Ministério do Turismo”, informou André Alliana.

Nas reuniões, todos os gestores e operadores da Embratur e do MTur foram convidados para visitar Foz do Iguaçu. “Vários deles virão ao Festival das Cataratas (no final de maio) e daremos toda uma atenção e apresentaremos ‘in loco’ nosso município e atrativos”, afirmou o secretário municipal de Turismo.

Pleitos

Nas reuniões técnicas em Brasília, a comitiva iguaçuense apresentou uma série de pautas que incluem a divulgação internacional para posicionar Foz do Iguaçu nas campanhas de promoção internacional. Foz é o segundo destino turístico brasileiro com maior número de estrangeiros e esteve fora das últimas promoções, ressaltaram.

O grupo também pautou projeto para inserir o município no programa de Destinos Turísticos Inteligentes (DTIs), como experimento para as políticas nacionais na área, aproveitando sua relevância, estrutura consolidada e por seu ecossistema de inovação em pleno desenvolvimento e com forte impulso de Itaipu Binacional, entidade Federal, por meio do Parque Tecnológico Itaipu (PTI). 

O plano inclui também o aproveitamento de áreas da União em Foz do Iguaçu. “Neste sentido, o apoio do Ministério é fundamental para o levantamento conjunto destas áreas e a construção emergencial de um plano de ocupação, que possa caminhar de forma integrada ao plano diretor da cidade e suas demandas de recepção de investimento externo”, disse Alliana. 

Região fronteiriça

O Destino Iguaçu contempla, além de Foz do Iguaçu, as cidades de fronteira que são Puerto Iguazu (Argentina), Ciudad del Este, Hernandarias e Presidente Franco (Paraguai). A movimentação turística entre estes três países é intrínseca à sua atratividade, por este motivo são diversos os impactos além do setor do turismo, como, por exemplo, fiscalização, imigração, vigilância e saúde. 

Embasado no histórico de problemas já enfrentados, seria primordial a discussão liderada pelo MTur, de uma comissão que possa congregar outros ministérios e instituições federais, no sentido de resguardar a capacidade de operação turística na região, bem como seu fortalecimento com manutenção e geração de emprego, renda e divisas. 

Entre as propostas apresentadas também está a criação de um fórum, de caráter consultivo ao MTur, com os principais destinos brasileiros para discussão de políticas públicas e fortalecimento do turismo no cenário nacional e o apoio a manutenção da isenção de vistos. Com um grande número de estrangeiros, Foz do Iguaçu se destaca no cenário internacional e, dentre as medidas recentemente adotadas, a isenção de vistos para turistas da Austrália, Canadá, EUA e Japão, têm surtido efeitos satisfatórios e é uma importante estratégia para a retomada do turismo pós-pandemia. 

“Considerando os públicos possíveis e o fortalecimento na captação do turismo internacional, sugerimos ainda o estudo de isenção para outros países, como a China”, reforçaram as lideranças. Sobre a conectividade aérea, as autoridades ressaltaram nas reuniões em Brasília que este segmento é fundamental para o desenvolvimento da atividade turística. “Neste sentido, a cidade reforça e se disponibiliza a auxiliar o MTur em estratégias que auxiliem na redução de custos ao consumidor final”, concluíram.

Participações

De acordo com a Prefeitura de Foz, a organização do encontro com Marcelo Freixo contou com o apoio do deputado federal Zeca Dirceu e a agenda com a ministra Daniela Carneiro foi articulada pelo secretário André Alliana. 

Também integraram a comitiva iguaçuense o gerente-geral do Complexo Turístico de Itaipu e presidente do Conselho Municipal de Turismo, Yuri Benites; a assessora da Itaipu Binacional, Aline Teigão; o presidente Visit Iguassu, Felipe Santiago Gonzalez; o diretor de Gestão, Sustentabilidade e Inteligência Turística da Secretaria de Estado do Turismo,  Marcelo Martini; o diretor de Assuntos Internacionais, Jihad Abu Ali; e a diretora de Promoção, Marketing e Eventos, Andressa Szekut; Adelio Demeterco,  a empresa Cataratas do Iguaçu S.A., entre outros gestores e representantes do setor.

Redação do Correio com informações e foos da Prefeitura de Foz / Setu / AEN e Embratur

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More